Notícias

O melhor tratamento para queloide

Betaterapia – o melhor tratamento para queloide

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

Pacientes que sofrem com queloides sempre devem ter um cuidado maior na hora de realizar procedimentos cirúrgicos, tatuagens, tratamentos para acne, queimaduras e outros. No período pós-operatório, quando acontece a cicatrização, o tecido encarregado por curar a ferida cresce demais e o resultado é uma cicatriz saliente e grossa de cor rosada. Em muitos casos, pode causar coceira ou até dor.

O aparecimento de queloides em pacientes que passam por cirurgias estéticas é um dos maiores medos de pessoas com histórico familiar que apresenta essa condição, já que é hereditário. Com a chegada da betaterapia, método inovador com o poder de diminuir significativamente a aparência de cicatrizes, essa preocupação não existe mais.

Pessoas que já têm conhecimento da possibilidade de apresentar queloides após o procedimento, devem informar seu médico para que o tratamento possa ser feito o mais cedo possível. Sem essa ação rápida, a cicatriz corre o risco de ficar com a aparência indesejável permanentemente. A betaterapia é o processo ideal e seguro para as pessoas que querem reduzir essas chances ou até eliminá-las, ainda mais quando se trata de um queloide em um lugar do corpo muito visível. Ela pode ser feita em uma clínica de cirurgia plástica.

Como é feito?

A betaterapia consiste em enviar raios beta para a camada da pele onde está localizada a cicatriz irregular e alta, por meio de um aparelho com uma placa feita de metal que tem material radiativo controlado. O procedimento estético deve começar desde 24 horas após a cirurgia para aumentar a probabilidade de obter bons resultados.

Podendo ser feito em qualquer área do corpo onde se encontre um queloide, a betaterapia promete ser um método indolor e rápido, porém saiba que dependendo do situação do paciente o número de sessões diárias pode variar.

Quem pode fazer?

Somente pacientes de procedimentos cirúrgicos recentes propensos a desenvolver cicatriz hipertrófica (aquela elevada) ou queloide são recomendados para realizar betaterapia. Quando a cicatriz já está formada, o procedimento não terá nenhum efeito, logo, não vale a pena realizá-lo. Na Clínica Inova, clínica estética em Botafogo, temos profissionais qualificados que podem te informar mais sobre a betaterapia. Marque uma consulta conosco!

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente

Desenvolvido por Fizzy Marketing Digital