Notícias

carboxiterapia

Carboxiterapia como tratamento para estrias

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

As estrias são cicatrizes que se formam após o estiramento da pele, como é comum acontecer na gravidez, aumento de peso ou até na puberdade, quando o adolescente cresce de forma rápida. Embora qualquer um possa apresentar estrias, elas são mais comuns nas mulheres, especialmente no abdômen, nos glúteos, nas coxas ou nos seios. Quando uma estria já está formada e é antiga, ela tem um aspecto branco e fica mais difícil melhorar sua aparência. Porém, uma estria recente e vermelha ainda pode ser tratada, obtendo melhores resultados. É aqui onde entra o papel da carboxiterapia.

Como é feito o tratamento?

A carboxiterapia é um procedimento estético não cirúrgico que consiste em inserir uma agulha com gás carbônico atóxico diretamente na cicatriz. O gás entra no tecido da pele e estimula a produção de colágeno, proteína encarregada de manter a firmeza e elasticidade da pele. Os vasos sanguíneos são dilatados e a circulação no local também é estimulada. Durante a introdução do conteúdo da agulha, o profissional realizando o procedimento fará massagens manuais na área para auxiliar no espalhamento do gás.

O resultado será uma cicatriz de menor tamanho e espessura ou até o desaparecimento dela (apenas nos casos de estrias nas primeiras etapas de formação). Mas fique atento, os efeitos do tratamentos só serão visíveis após a quantidade de sessões indicada pelo médico, as quais podem variar entre cinco e dez. É importante que na hora de escolher o local onde você fará o tratamento confira o estado dos equipamentos, já que devem ser esterilizados. Além de que o médico precisa ter conhecimento profundo da carboxiterapia para garantir sua segurança em todos os momentos. A clínica de estética em Botafogo, Clínica Inova, conta com profissionais completamente capacitados para atendê-lo.

Indicações

A recomendação dos médicos é que a carboxiterapia deve ser feita apenas em pessoas que não sofram de nenhum problema cardiovascular, de peso ou alguma infecção ou alergia. Gestantes também não devem fazer o tratamento por causa da mudança constante no corpo da mulher, o que pode resultar em novas estrias, logo, o indicado é esperar após o parto. O mesmo serve para cirurgias plásticas, como o implante de silicone nos seios.

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente

Desenvolvido por Fizzy Marketing Digital