Notícias

Três crianças sorrindo | Distúrbios da puberdade

Distúrbios da puberdade

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

A puberdade se inicia, normalmente, entre 8 e 13 anos no sexo feminino, e 9 e 14 anos no sexo masculino. Quando o corpo da criança se encontra pronto para a puberdade, o cérebro libera um hormônio chamado de Gonadotrofina, que faz com que uma glândula produza mais outros dois hormônios, que estimulam os ovários a produzir estrogênio nas meninas e testosterona nos meninos. E assim acontecem as mudanças na puberdade.

Mas, como toda regra há exceção, algumas crianças desenvolvem a puberdade cedo demais, já alguns adolescentes atrasam para se desenvolver. As alterações hormonais muitas vezes são responsáveis pelos sinais dos distúrbios da puberdade. Na ocorrência da puberdade precoce, há a aceleração do processo, e na puberdade atrasada há o adiamento.

O crescimento normal da criança já deve ser observado desde o nascimento, e qualquer alteração de crescimento demasiado, ou níveis de crescimento abaixo do esperado, é importante procurar um especialista para analisar e/ou tratar.

Puberdade precoce

Os sinais podem ser de aparecimento de pelos, crescimento da mama, crescimento do testículo ou pênis, ou menstruação. Caso fique confirmado que esses sinais foram causados pelo aumento do nível hormonal e que refletem também na rapidez do crescimento, é preciso que se investigue por especialistas para encontrar a melhor forma de tratamento.

A puberdade precoce pode ser causada por uma alteração hormonal, e o distúrbio é muito mais comum em meninas do que em meninos. Apesar das causas, muitas vezes, serem desconhecidas em meninas, há um grupo de risco que envolve meninas obesas ou que ingerem substâncias que alteram os níveis de estrogênios.

Além do desconforto do tratamento e do impacto social e psicológico na criança, a puberdade precoce está associada ao risco maior de hipertensão e câncer de mama nas meninas. E nos meninos, podem indicar problemas no sistema nervoso central ou nos testículos.

Puberdade atrasada

Na ocorrência da puberdade atrasada, que é caracterizada pela ausência dos caracteres sexuais em meninos de 14 anos e em meninas de 13 anos, o adolescente também precisa ser investigado por profissional. Nas garotas, há um retardo no crescimento de pelos, mamas, ou ausência da primeira menstruação após os 18 anos de idade, ou após alguns anos do aparecimento dos caracteres. Nos garotos, há o retardo no crescimento de pelos, testículos ou pênis.

As causas podem ter influência genética e por herança familiar, e nesses casos não se considera doença, por ser uma característica fisiológica. Caso seja resultante de alguma doença, as mais comuns são: diabetes, doenças crônicas, síndrome de Turner, hipotireoidismo, entre outras.

Em caso de adolescentes saudáveis, é importante se atentar aos transtornos alimentares, pois, por conta da desnutrição extrema, a produção de hormônios necessários diminui, atrasando a puberdade. Assim como a puberdade precoce, a tardia também pode levar a problemas sociais ou psicológicos e necessita de avaliação ou tratamento.

O diagnóstico é obtido a partir do histórico clínico da criança, exames físicos e testes. Os médicos responsáveis são os endocrinologistas pediátricos. A Clínica Inova, clínica de estética no Rio de Janeiro, possui profissionais qualificados para tirar dúvidas e atender da melhor forma. Entre em contato e marque sua consulta.

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente

Desenvolvido por Fizzy Marketing Digital