Notícias

lipoaspiração cirurgia

Em quais casos a lipoaspiração é recomendada

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

O procedimento estético de lipoaspiração consiste na remoção de tecido adiposo através de finas cânulas sobre pressão negativa. São feitas na região três pequenas incisões em torno de 4mm, para manter a pressão negativa na sucção e reduzir a incidência de cicatrizes por meio de pontos que ofereçam um resultado estético satisfatório ao paciente.

Regiões do corpo onde a lipoaspiração é mais usada

As regiões do corpo onde a intervenção é mais usada são as que estão mais predispostas a engordar mais do que outras, por estarem mais expostas ao processo lipodistrófico. No corpo das mulheres, as gordurinhas indesejadas normalmente se concentram nos culotes e abdômen. No caso dos homens as principais regiões afetadas são os flancos e também o abdômen.

Quando é necessária a lipoaspiração

Outros locais também estão suscetíveis ao acumulo de gorduras como braços, pescoço e nuca. Em determinadas fases da vida, primeira infância, adolescência, gestação e pré-menopausa ou andropausa, o processo lipodistrófico será acentuado caso haja excesso de peso. O que irá tornar a reversão por meio de dietas e exercícios físicos difícil, sendo indicada, de acordo com cada caso, a intervenção cirúrgica.

Qual a diferença entre lipoaspiração e abdominoplastia

É comum vermos pessoas confundindo a lipoaspiração com abdominoplastia, procedimentos completamente diferentes e indicados de formas distintas. A lipoaspiração é uma cirurgia realizada apenas para a retirada de gordura, em que não acontece remoção de pele. A lipoaspiração é indicada para casos de acúmulo de gordura em excesso, e, como não acontece retirada de pele, não trata da sua flacidez. Em pacientes próximos ao peso ideal, com gordura localizada e sem excesso de pele, o resultado será praticamente satisfatório. Pacientes com essas características ainda não engravidaram, o que seria na mulher uma das principais causas de flacidez na região abdominal.

Já a abdominoplastia consiste na remoção da pele abaixo do umbigo, esticando a pele remanescente. Na cirurgia, não é retirada gordura de outros lugares, exceto a que sai com a pele da região abaixo do umbigo. O procedimento deixa uma cicatriz proporcional ao excesso de pele retirado, por isso, quanto maior for a flacidez maior será a cicatriz. Um paciente magro apenas com excesso de pele seria considerado ideal para o procedimento. Normalmente pacientes com essas características são mães que apresentam quadro de abaulamento do abdômen e flacidez de pele, apesar de serem magras.

Cuidados após a realização do procedimento

No pós-operatório,o paciente deverá permanecer em repouso total pelo período de uma ou duas semanas, dependendo da dimensão do procedimento. Após um mês, a pessoa pode voltar às suas atividades normais de forma gradual, fazendo uso de malha de compressão. O resultado definitivo é visto após seis meses da cirurgia, quando os inchaços desaparecem. As cicatrizes são muito pequenas e ficam imperceptíveis com o passar do tempo.

Clinica de cirurgia plástica no Rio de Janeiro

A Inova, clínica de cirurgia plástica em Botafogo, conta com especialistas de diversas áreas do segmento de estética. Além da cirurgia plástica também dispomos da especialidade médica endocrinologia. Agende a sua consulta e viva com mais qualidade.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente

Desenvolvido por Fizzy Marketing Digital