Lifting Facial

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

O procedimento cirúrgico estético visando melhorar imperfeições no rosto é conhecido pelos especialistas como ritidoplastia. É indicado em casos de flacidez no rosto associada à perda de gordura, para atenuar sinais de envelhecimento, na face e também no pescoço.

Outras indicações para lifting facial:

  • Redução de olheiras
  • Diminuição de papada
  • Recuperação de tonicidade abaixo do queixo e no pescoço
  • Sinais de expressão a partir do nariz

Lifting é um termo em inglês que quer dizer levantar, erguer; portanto, equivale a recuperar a firmeza da pele flácida. Como se trata de um procedimento cirúrgico, seus resultados diferem de procedimentos não invasivos ou tratamentos convencionais visando evitar rugas e marcas de expressão. Antes de se submeter ao lifting facial, o seu médico deverá lhe orientar, para saber de suas expectativas e motivações para a realização da cirurgia.

O que deve ser feito antes da cirurgia de lifting facial?

O pré-operatório não difere da maioria dos procedimentos cirúrgicos, portanto, antes de realizar o lifting facial, o cirurgião deverá prescrever exames de sangue, e o paciente deverá evitar medicamentos que possam intensificar hemorragias, como antinflamatórios ou aspirina. É altamente recomendável também, antes da cirurgia, que você se informe com seu médico sobre todos os possíveis riscos e para ter uma perspectiva realista acerca dos resultados.

Como é feita a cirurgia?

O primeiro passo é aplicar anestesia, que poderá ser intravenosa ou geral. Uma vez anestesiado, começa o procedimento propriamente dito, realizado por meio de incisões, normalmente na região das têmporas, no couro cabeludo, podendo seguir pela região atrás da orelha e indo até a região inferior próxima ao pescoço. Dependendo dos objetivos, a gordura facial deverá ser esculpida e os tecidos subjacentes reposicionados, com a elevação dos músculos. No pescoço, as incisões deverão ser feitas abaixo do queixo.

Ao suturar os locais das incisões, o resultado deverá ser discreto, sem cicatrizes aparentes. É normal a ocorrência de inchaço e hematomas, que, ao desaparecerem, deixarão perceber os efeitos benéficos do lifting facial.

Desenvolvido por Fizzy Marketing Digital