Notícias

Tudo sobre cirurgia de pálpebra (Blefaroplastia)

Compartilhe:
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

A cirurgia de pálpebras, de nome técnico Blefaroplastia, é o procedimento estético ou oftalmológico que elimina rugas, flacidez e bolsas de gordura, com o intuito de melhorar o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, rejuvenescendo a região dos olhos. Além disso, quando a pele que reveste essa região está muito flácida, o campo de visão pode ser afetado, portanto, o procedimento também pode ser indicado por oftalmologistas.
Como a Blefaroplastia é feita

O primeiro passo é anestesiar o paciente. Na maioria dos casos, os médicos optam pela anestesia local, com efeito sedativo, mas pode acontecer de usarem a anestesia geral também. Depois disso, o cirurgião precisa demarcar o local onde há excesso de pele, cortando-o com bisturi normal. O uso do bisturi elétrico cauterizado é o responsável pelos pontos na área externa das pálpebras, que caem sozinhos quando absorvíveis. Alguns cirurgiões preferem usar adesivos cirúrgicos ao invés de pontos. O procedimento dura de 40 minutos a uma hora e meia.

Quando a queda das pálpebras tem a ver com a musculatura (ptose palpebral), o médico precisa corrigir a musculatura orbicular. Vale ressaltar que a blefaroplastia pode ser associada a outros procedimentos como lifting facial ou rinoplastia. Nesse caso, o paciente precisa permanecer internado por, no mínimo, 12 horas, o dobro do tempo caso ele faça apenas a cirurgia de pálpebras.

Cuidados especiais

Antes:

  • realização de exame de sangue (hemograma) e de análise de coagulação sanguínea (coagulograma);
  • evitar o uso de aspirina e outros medicamentos com efeitos anticoagulantes por, no mínimo, um mês;
  • no caso de fumantes, cessar o hábito também no mês que antecede a cirurgia;
  • jejum de oito horas antes do procedimento.

Depois:

  • repouso de uma semana, até a retirada dos pontos;
  • uso de óculos escuros durante todo o mês seguinte;
  • dormir de barriga para cima nos primeiros 15 dias;
  • a região costuma ficar inchada, portanto, o uso de compressas de água gelada com gazes e panos bem limpos amenizam;
  • a limpeza deve ser feita normalmente, com água e sabonete;
  • não fazer curativos;
  • medicamentos específicos como antibióticos e analgésicos serão receitados pelo médico. É necessário se atentar aos horários e ao período de tratamento;
  • colírio apenas para lubrificação;
  • o fumo deve ser evitado pelo menos nos primeiros meses, pois o tabaco retarda a cicatrização;
  • quem faz uso de lentes de contato, precisa esperar 10 dias para retomá-lo.

Resultados e contraindicações

Os resultados já são visíveis logo na primeira semana, mas o inchaço só cessa completamente depois de dois e três meses. As pálpebras demoram cerca de um ano para voltarem inteiramente ao normal. A cicatriz é bem discreta e fica bem na dobra da pálpebra superior ou bem abaixo dos cílios inferiores. Podem ocorrer queloides, mas é bem raro.

São poucas as contraindicações para a blefaroplastia, mas algumas pessoas devem evitá-la caso sejam diabéticas, hipertensas ou tenham qualquer outra doenças crônica. Pacientes com insuficiência cardíaca descompensada até podem realizar, mas precisam controlá-la antes. Entretanto, indivíduos com problemas de visão estão autorizados a fazer a cirurgia.

Quanto custa a Blefaroplastia

O preço varia de estabelecimento para estabelecimento. A Inova, clínica de cirurgia plástica em Botafogo, oferece a cirurgia de pálpebras, outros procedimentos estéticos e reparatórios, basta entrar em contato e pedir um orçamento. O mais importante é escolher um profissional preparado e renomado, como os cirurgiões da Clínica Inova.

Deixe um comentário!

1 Comentário

  1. Sônia Maria de Barros Prado says:

    Meu sonho é fazer essa cirurgia, fiquei feliz em saber que é tão simples.

Comente

Desenvolvido por Fizzy Marketing Digital